financial, control, work-3521844.jpg

Expansão da atividade do setor de serviços no Brasil acelera em março, diz S&P Global

Valor Econômico –

O Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços brasileiro medida pelo S&P Global subiu de 54,7 em fevereiro para 58,1 em março, na série com ajuste sazonal, e revelou a taxa de crescimento mais acelerada em aproximadamente 15 anos.

Os dados coletados indicam também a elevação da média do primeiro trimestre para a maior já observada desde o mesmo período em 2012.

Durante o mês março, em um contexto de retomada do volume de novos pedidos, os fornecedores de serviços visaram a expansão da capacidade produtiva, diz o boletim da S&P Global. Além disso, o índice de emprego atingiu um ritmo de crescimento acentuado e o mais acelerado desde meados de 2007.

Os dados de março destacam uma intensificação das pressões inflacionárias no setor de serviços do Brasil, após uma desaceleração registrada no mesmo período da pesquisa anterior. Os custos de insumos subiram ao ritmo mais acelerado desde novembro passado e é um dos mais acentuados já registrados, o que pode ser explicado pelo aumento dos preços de eletricidade, alimentos, combustível,petróleo e transporte. Os aumentos estão relacionados, em alguma medida, à guerra Rússia-Ucrânia, indica a divulgação.

PMI Composto
Os dados do Índice de Gerente de Compras (PMI) Composto, com dados de indústria e serviços, também apontaram para uma aceleração substancial, aponta a S&P Global no mesmo boletim. O índice consolidado subiu de 53,5 em fevereiro para 56,6 em março, indicando a recuperação mais acentuada desde janeiro de 2010.

O número de vendas do setor privado aumentou ao ritmo mais acentuado desde outubro de 2007, liderado por uma recuperação quase recorde dos prestadores de serviços. As fábricas registraram um aumento moderado no número de novos pedidos, o que, no entanto, encerrou uma sequência de cinco meses de queda.

As empresas do setor industrial indicaram preocupação em relação à inflação, já que as taxas de aumento tanto nos custos de insumos quanto nos de produção foram mais pronunciadas do que as observadas na economia do setor de serviços, destaca o boletim. No nível consolidado, os custos de insumos aumentaram ao ritmo mais acelerado desde novembro passado, enquanto a taxa de inflação atingiu um novo recorde.