calculator, calculation, insurance

Estimativa de salário mínimo de R$ 1.088 já pode estar defasada

O Ministério da Economia elevou a previsão para o salário mínimo em 2021 para R$ 1.088, segundo ofício enviado pelo ministro Paulo Guedes com alterações no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) do próximo ano. Mas o novo valor já pode estar defasado, pois considera variação de 4,1% do Índice de Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), enquanto o mercado já trabalha com mediana de 4,6% e algumas casas já prevêem até mais de 5% para esse indicador, conforme dados levantados pelo Banco Central. O projeto de LDO está previsto para ser votado hoje. Atualmente, o piso está em R$ 1.045. Na proposta original, de abril, a estimativa para o salário mínimo, cujo valor é fixado por medida provisória a ser aprovada pelo Congresso, era de R$ 1.079.

Esse número caiu para R$ 1.067 em projeto enviado em agosto, dada a inflação menor. Com o repique de preços neste fim de ano, o valor do piso salarial, que referencia os benefícios previdenciários e assistenciais pagos pelo governo, subiu para esse novo patamar. O impacto fiscal desse novo valor é de R$ 7,2 bilhões na despesa do governo, dado que cada R$ 1 a mais representa um custo de R$ 343 nas contas públicas. Se a inflação for mesmo maior que 4,1%, o governo terá que cortar despesas para manter o teto de gastos e a meta. O ofício que altera a LDO também apresentou os novos parâmetros econômicos para 2021. O IGP-DI foi projetado em 4,4% em 2021, a taxa de câmbio em R$ 5,3 na média do ano, o preço médio do petróleo em US$ 42,3 e a massa salarial nominal, com alta de 5%. A taxa Selic está projetada em 2,1% no fim do ano que vem. Para a inflação medida pelo IPCA e também pelo INPC, a estimativa é de 3,2%. Os números são os mesmos que já estavam projetados em novembro.

VALOR ECONÔMICO