Sindicatos pedem apoio a indústria para campanha pela volta dos R$ 600 de auxílio

As centrais sindicais não desistiram da campanha pelo aumento do auxílio emergencial e começam a buscar apoio da indústria.

Em uma carta ao governo Doria na semana passada, elas elogiaram os esforços de SP na vacinação e defenderam a volta dos R$ 600.

Além de UGT, Força Sindical, CTB, Nova Central e CSB, as indústrias de brinquedos, Abrinq, remédios, Sindusfarma, e outros assinaram embaixo.​

FOLHA DE S. PAULO