Fenaserhtt e Sindeprestem reúnem-se com ministro Paulo Guedes para debater Reforma Tributária

O impacto da Reforma Tributária na empregabilidade do setor de Terceirização e Trabalho Temporário foi o principal argumento levantado pela Fenaserhtt e o Sindeprestem, durante reunião feita com o ministro Paulo Guedes na última sexta-feira (16/07), em São Paulo, para defender a reformulação da proposta da reforma tributária apresentada pelo governo.

“Trouxemos para o ministro a relação direta entre reforma tributária e emprego. Temos um ativo que é o emprego e não temos como absorver um aumento tributário sem que haja impacto direto na empregabilidade, uma vez que nossa folha de pagamentos representa até 75% da nossa receita”, defendeu o presidente Vander Morales.

Depois do relatório preliminar da reforma tributária, apresentado pelo governo, no dia 13, entidades empresariais enviaram carta posicionando-se contra a proposta, dentre elas a Fenaserhtt e o Sindeprestem. Na reunião realizada na última sexta-feira, representantes de outras entidades também estiveram presentes apresentando argumentos na defesa da reformulação da proposta, que aumentaria a carga tributária.