woman, work, office

Detran-RJ fecha postos após terceirizadas suspenderem serviços por falta de pagamento

O Detran-RJ tem postos fechados nesta quarta-feira, dia 9. A falta de pagamento, há pelo menos três meses, às empresas terceirizadas levou os funcionários a não atenderem ao público, apesar dos agendamentos. A expectativa é de que a situação seja regularizada até o fim da semana, segundo o órgão. O problema ocorre em meio às reclamações para agendamentos de serviços na retomada das atividades durante a pandemia de Covid-19.

O primeiro serviço a ser suspenso temporariamente foi o de identificação civil, na terça-feira, dia 8. Com isso, não é possível emitir a 1ª e a 2ª vias do documento. O órgão não informou um prazo para a retomada destes atendimentos. A empresa responsável por esse serviço, a Angel’s Serviços Técnicos, enviou uma carta para o órgão esta semana comunicando sobre a interrupção dos atendimentos caso não fosse quitada a dívida que acumula desde agosto deste ano. A empresa já havia enviado uma notificação informando sobre a suspensão uma vez que não seria possível manter os 182 funcionários que atendem ao Detran-RJ.

Os postos e sede do órgão também foram afetados pela paralisação da Rio Shop Serviços, responsável pela limpeza e pelo fornecimento de materiais. O comunicado enviado ao Detran-RJ, datado de segunda-feira, dia 7, destaca a falta de pagamento desde setembro deste ano. A empresa afirma, no texto, ser inviável manter o atendimento “sem o recebimento das notas pendentes de, no mínimo, referente aos meses de setembro e outubro”.

Por meio de nota, o Detran-RJ diz que está em processo de regularização da “situação de contratos com empresas terceirizadas e busca solução para retomar as atividades o mais rapidamente possível”. A previsão de normalização, segundo o órgão, é até o fim da semana. Quem tinha agendamento poderá voltar ao posto onde seria o atendimento nos cinco dias úteis a partir da retomada do funcionamento.

Veja o comunicado na íntegra:

“O presidente Adolfo Konder, que assumiu há dois meses, está regularizando a situação de contratos com empresas terceirizadas e busca solução para retomar as atividades o mais rapidamente possível. As emissões de 1ª e 2ª via do documento de identidade estão suspensas temporariamente e nenhum usuário teve o agendamento afetado.

Algumas unidades de vistoria também estão com o atendimento interrompido temporariamente devido à mudança da empresa que presta serviços. A previsão é de retomar as atividades até o fim da semana. Quem estava agendado e não conseguiu atendimento poderá voltar ao mesmo posto nos cinco dias úteis subsequentes à reabertura, sem necessidade de reagendamento.

As unidades temporariamente paralisadas são os postos de vistoria de: Parada de Lucas, Nova Iguaçu, Vila Isabel, Cocotá, Haddock Lobo, Infraero, Santa Cruz, Paraíba do Sul, Itaperuna, Vassouras, Angra dos Reis, Petrópolis, Macaé, Nova Friburgo, São Pedro da Aldeia, Niterói, Itaboraí, Magé, Mesquita, Valença, Cachoeira de Macacu, Paty de Alferes, Campos I, Cordeiro, Paracambi, Macuco, Barra do Piraí, Casimiro de Abreu, Miguel Pereira. Os postos de Campos 2, Campo Grande, Santa Cruz e Barra Mansa estão fechados após funcionários testarem positivo para covid-19.”

O GLOBO