Após veto da CUT, centrais sindicais decidem não usar vídeo enviado por Doria para o 1º de maio

As centrais sindicais decidiram não usar o vídeo enviado por João Doria (PSDB) para o evento de 1º de maio. Ele mandou o material a pedido de membros do grupo, mas a CUT vetou o uso do depoimento do governador paulista.

O tucano ao menos será contemplado em vídeo institucional que mostrará os políticos que participaram de encontros com as centrais para discutir medidas de controle da pandemia.

Os líderes sindicais que não são da CUT, como UGT, CSB e Força Sindical, entendem que ele deve ser valorizado pela negociação da Coronavac e pela oposição a Bolsonaro e ao negacionismo.

Nesta terça-feira (29), João Carlos Gonçalves Juruna, secretário-geral da Força Sindical, disse ao Painel que “com a democracia ameaçada, vetar Doria no 1º de maio é ajudar Bolsonaro.”

FOLHA DE S. PAULO