Tesouro anuncia dança das cadeiras na equipe após saída de Funchal da presidência

O Tesouro Nacional anunciou nesta quinta-feira, 29, mudanças internas em sua equipe. O atual secretário-adjunto do órgão, Otávio Ladeira, vai assumir a Subsecretaria da Dívida Pública no lugar de José Franco de Morais, que está deixando o posto para assumir o cargo de especialista em Dívida Sênior no Banco Mundial.

As alterações foram anunciadas hoje pelo secretário do Tesouro Nacional, Bruno Funchal, que também está de saída do cargo. Ele deve assumir em breve a Secretaria Especial de Fazenda, órgão que, na hierarquia do Ministério da Economia, está acima do Tesouro.

O sucessor de Funchal será Jeferson Bittencourt, hoje assessor do ministro Paulo Guedes para assuntos junto ao Congresso Nacional. As trocas de Funchal e Bittencourt já haviam sido anunciadas na terça, 27. “Tenho certeza que Jefferson Bittencourt vai tocar muito bem o Tesouro Nacional”, disse Funchal hoje.

A Subsecretaria da Dívida Pública, que Ladeira vai comandar, é a área responsável pela gestão e estratégia da dívida pública brasileira e pelo relacionamento com investidores.

Ladeira é mestre em Economia pela Universidade de Brasília (UnB), além de MBA Executivo em Finanças pelo Ibmec. É servidor do Tesouro desde 1994 e já exerceu diferentes cargos dentro do Tesouro Nacional, inclusive como secretário, entre dezembro de 2015 e maio de 2016. Também atuou como consultor do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI) em missões do organismo a outros países.

Franco é funcionário de carreira do Tesouro Nacional desde 2001, foi chefe da mesa de operações durante cinco anos e exerce a função de Subsecretário da Dívida Pública desde 2015. Ele participou como consultor em diferentes missões do FMI em países emergentes e de baixa renda. Possui doutorado em Economia pela UnB e é professor de macroeconomia e finanças.

O ESTADO DE S. PAULO