home office, person, work-4996834.jpg

Na Holanda, o trabalho remoto pode se tornar um direito garantido por lei

Proposta será apresentada ao parlamento antes do recesso de verão e, se aprovada, será uma das primeiras iniciativas do tipo no mundo

Por André Sollitto

Dois políticos holandeses pretendem estabelecer uma legislação garantindo que o trabalho remoto seja transformado em direito garantido pela lei. A proposta será apresentada por Steven van Weyenberg, do partido D-66, e Senna Maatoug, do Partido Verde, antes que o parlamento entre em recesso, no dia 3 de julho. Se aprovada, tornará a Holanda um dos primeiros países do mundo a garantir a flexibilidade aos trabalhadores.

“Recebemos o sinal verde para esta nova lei graças ao apoio que recebemos de sindicatos de empregados e empregadores”, afirmou Weyenberg à agência Bloomberg. “Estamos muito esperançosos de que isso seja aprovado antes do verão.”

Por conta da pandemia, muitas empresas adotaram o modelo remoto para garantir que o trabalho continuasse sendo realizado durante o período de isolamento. Agora, com a queda nos casos, algumas companhias lutam para retomar o modelo antigo, enquanto seus funcionários indicam uma clara preferência pelo formato híbrido ou remoto.

A discussão ganhou força depois que Elon Musk, fundador da Tesla, exigiu que todos os seus mais de 10 mil funcionários retornassem imediatamente ao trabalho presencial. Nos Estados Unidos, por exemplo, o setor de tecnologia vive uma rebelião provocada por profissionais insatisfeitos com as políticas das empresas.

https://veja.abril.com.br/comportamento/na-holanda-o-trabalho-remoto-pode-se-tornar-um-direito-garantido-por-lei/