Líderes devem analisar proposta da Economia sobre mudança no IR antes de envio ao Congresso

Aliados do governo no Congresso afirmam que a proposta do Ministério da Economia para aumentar a faixa salarial que terá isenção no imposto de renda está quase pronta, mas, antes de seguir ao Parlamento, passará pelo crivo dos líderes partidários.

Como o aumento tem sido considerado tímido, o objetivo da revisão pelos parlamentares antes do envio é evitar problemas na aprovação do que sobrou da reforma tributária. “Guedes tem que entrar em acordo com a Câmara”, diz Cezinha da Madureira (PSD-SP), líder da bancada evangélica.

O deputado ainda avalia que apesar da decisão de fatiar a reforma, que deverá ser separada em cinco, o Congresso vai aprovar as mudanças.

“Arthur Lira (PP-AL) [presidente da Câmara] é um trator. Ele vai aprovar o que quiser”, disse Cezinha.

FOLHA DE S. PAULO