coins, currency, investment-1523383.jpg

Com nova projeção de inflação, salário mínimo pode crescer em 2023 menos do que o previsto, aponta Economia

Caso se confirme a nova previsão do INPC, de 7,41%, o piso salarial subirá para R$ 1.301,81 a partir de janeiro do ano que vem. Em maio, governo havia estimado salário mínimo em R$ 1.310,17.

Por Jéssica Sant’Ana, g1 — Brasília

O salário mínimo em 2023 pode ser menor que o inicialmente previsto pelo governo, se for confirmada a nova estimativa de inflação divulgada pelo Ministério da Economia nesta quinta-feira (14).

A previsão da pasta para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPS) passou de 8,10% para 7,41% . O INPC, um índice de inflação, é usado para a correção anual do salário mínimo.

Atualmente, o salário mínimo é de R$ 1.212. Caso o INPC avance 7,41%, o piso salarial subirá para R$ 1.301,81 a partir de janeiro do ano que vem — valor menor que os R$ 1.310,17 estimados em maio, quando o governo acreditava que o INPC teria alta de 8,1%.

Porém, a nova previsão para o salário mínimo é maior que os R$ 1.294, previstos no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), apresentado pelo governo em abril, quando a equipe econômica calculava um INPC de 6,70% neste ano. O projeto foi aprovado pelo Congresso nesta semana.

Congresso aprova texto que prevê correção do salário mínimo em 2023 apenas pela inflação

O novo valor estimado nesta quinta-feira é provisório. Se a inflação medida pelo INPC no acumulado de 2022 for diferente da estimativa, o governo terá de rever o valor do mínimo. A Constituição estabelece que o reajuste não pode ser inferior à inflação do ano anterior.

O governo tem até o fim do ano para definir o valor do piso para 2023. A gestão do presidente Jair Bolsonaro não tem trabalhado com valorização real (acima da inflação) do salário mínimo, devido ao impacto nas contas públicas.

https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/07/14/com-nova-projecao-de-inflacao-salario-minimo-pode-crescer-em-2023-menos-do-que-o-previsto.ghtml