Associação de gigantes do fast-food apoia movimento que pede a volta do horário de verão

A ANR (Associação Nacional dos Restaurantes), que reúne grandes redes como Burger King, McDonald’s e Outback, aderiu ao movimento de empresários que pedem a volta do horário de verão.

Segundo Fernando Blower, diretor da entidade, a mudança no relógio pode ajudar muitos estabelecimentos a aproveitarem por mais tempo a luz do dia para incrementarem o atendimento. “É um pleito que não prejudica ninguém. Certamente seria uma boa medida de fomento para retomada”, diz.

A proposta, que começou com a associação de empresas do setor turístico CNTur e já teve a adesão de outras entidades e até do empresário bolsonarista Luciano Hang, conforme antecipou o Painel S.A., encontra resistência do presidente. Na semana passada, Bolsonaro disse que é contra porque “mexe no relógio biológico”.

A extinção do horário de verão foi uma das primeiras medidas aprovadas pelo presidente no começo de seu mandato e voltou a ser questionada agora, na esteira da crise hídrica.

FOLHA DE S. PAULO