• Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • WORKSHOP E-SOCIAL
  • Diretoria executiva propõe agenda de encontros presenciais com filiados e associados
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • 1º Fórum “O futuro do trabalho e o impacto das novas leis no Brasil”
  • Novidade na assessoria jurídica do Sindeprestem
  • CONCESSIONÁRIAS DE SERVIÇOS PÚBLICOS  PODEM TERCEIRIZAR MÃO DE OBRA
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018
  • FENASERHTT E SINDEPRESTEM comemoram mudança na cobrança de PIS e COFINS no Trabalho Temporário
  • Contratação de empresa de Trabalho Temporário gera crédito de PIS E COFINS - Posicionamento Receita Federal
  • REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional
  • Home
  • Notícias
  • Últimas Notícias
  • 08/04/2013 | Nelson Barbosa, secretário-executivo da fazenda, recebe Sindeprestem para tratar de PIS/Cofins

08/04/2013 | Nelson Barbosa, secretário-executivo da fazenda, recebe Sindeprestem para tratar de PIS/Cofins

Cobrança deve ser alterada até agosto deste ano

Organização político-institucional, empenho e união têm feito o Sindeprestem se aproximar cada vez mais das autoridades que decidem o resultado dos pleitos defendidos pela Prestação de Serviços Terceirizáveis e pelo Trabalho Temporário. Nelson Barbosa, secretário-executivo da Receita Federal, recebeu hoje (8/4), em Brasília, das mãos do presidente Vander Morales, acompanhado do vice-presidente Fernando Calvet e do consultor político Gaudêncio Torquato, o estudo “Impacto tributário relativo à mudança do regime cumulativo para o não-cumulativo” que trata das alíquotas de PIS e Cofins incidentes no setor.

Acometido pelo aumento da alíquota de cobrança de PIS e Cofins, o setor apresentou queda de 10,52% no faturamento, diminuição de 7,99% nas margens de lucro e redução de 4,37% na capacidade de contratação de mão de obra no período de 2007 a 2011. “A competitividade das empresas está sob ameaça em um momento crucial para a economia brasileira. O setor de Serviços é o maior empregador do país, mas a alta carga tributária nos impede de crescer e contratar mais mão de obra”, explica Vander Morales.

Nelson Barbosa prometeu submeter o estudo entregue pelo Sindeprestem à equipe da Receita Federal, com a promessa de rápido retorno sobre a questão da cumulatividade. “A expectativa, segundo nos disse o secretário, é de que até agosto tenhamos mudança nesta área”, relata Morales com confiança.

Últimas Noticias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02