• Facebook
  • Youtube
  • Twitter
  • WORKSHOP E-SOCIAL
  • Sindeprestem participa de evento sobre Reforma Trabalhista no Uruguai
  • Diretoria executiva propõe agenda de encontros presenciais com filiados e associados
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • Trabalho Temporário é ferramenta importante contra o desemprego, afirma Vander Morales em fórum
  • 1º Fórum “O futuro do trabalho e o impacto das novas leis no Brasil”
  • No Sindeprestem, Lívio Giosa defendeu protagonismo empresarial e representatividade política do setor de Serviços
  • Novidade na assessoria jurídica do Sindeprestem
  • CONCESSIONÁRIAS DE SERVIÇOS PÚBLICOS  PODEM TERCEIRIZAR MÃO DE OBRA
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018
  • FENASERHTT E SINDEPRESTEM comemoram mudança na cobrança de PIS e COFINS no Trabalho Temporário
  • Contratação de empresa de Trabalho Temporário gera crédito de PIS E COFINS - Posicionamento Receita Federal
  • REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional
  • Home
  • Notícias
  • Últimas Notícias
  • 17/08/2017 | Setor de serviços alerta Casa Civil e Ministério do Trabalho para interferências na Reforma Trabalhista

17/08/2017 | Setor de serviços alerta Casa Civil e Ministério do Trabalho para interferências na Reforma Trabalhista

Medida Provisória promete alterar Lei 13.467/17

 

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, recebeu líderes empresariais do setor de Serviços na tarde de 16 de agosto em Brasília, para tratar da Medida Provisória prometida pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), que altera a Lei 13.467/2017, da reforma trabalhista. Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho, também participou da audiência.

         

Vander Morales, presidente da Fenaserhtt e do Sindeprestem, relatou aos ministros o otimismo instaurado no setor de Serviços após a reforma e a preocupação com possíveis alterações no texto sancionado. “A modernização das leis trabalhistas não suprimiu nenhum direito dos trabalhadores e é bastante positiva para o País, pois confere segurança jurídica à relação capital-trabalho e já começa a incentivar a empregabilidade formal. O setor pediu a manutenção do texto aprovado, sem interferência de uma Medida Provisória. Sem retrocesso.”

 

 Sob a coordenação do consultor político Gaudêncio Torquato, participaram da audiência: João Diniz e Ermínio Alves de Lima Neto, presidente e vice-presidente da Cebrasse; Vivien Mello Suruagy, presidente do Sinstal; Genival Beserra Leite e Amâncio Baker, presidente e assessor especial do Sindeepres, respectivamente; e integrantes das equipes ministeriais.

 

Últimas Noticias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02