• Pontaria Novo Governo
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

30/08/2019 | Resultado dá algum alento, apesar de expansão fraca (Fernando Rocha) - Valor Econômico

O resultado do PIB no segundo trimestre, apesar de modesto, surpreendeu ligeiramente para cima. O PIB cresceu 0,4% em relação ao trimestre anterior, com ajuste sazonal, e 1,0% contra o mesmo período do ano anterior. A mediana das projeções dos analistas ouvidos pelo Valor Data estava em 0,2% e 0,8%, respectivamente. Foi uma pequena surpresa positiva, é verdade, mas foi percebida como alívio após um longo período de decepções. Alguns setores que vinham muito fracos mostraram sinais de vida. É o caso da construção civil, que cresceu 2,0% contra o ano anterior, encerrando nada menos do que 20 trimestres de contração nessa base de comparação. Ainda do ponto de vista da produção, a agropecuária caiu 0,4%, a indústria cresceu 0,7%, e os serviços, 0,3%, na comparação trimestral. Do ponto de vista da demanda, o destaque foi o crescimento de 3,2% do investimento no trimestre, com ajuste sazonal, encerrando dois trimestres de contração.

Na comparação interanual, o crescimento do investimento foi de expressivos 5,2%. O destaque negativo foi o consumo do governo que caiu 1% na comparação trimestral e 0,7% na comparação anual. Esse resultado negativo do governo tem sido uma constante desde a imposição do teto de gastos, que tem forçado um ajuste nos gastos discricionários do governo, isto é, na área que ele tem algum controle, ao passo que a maioria das despesas de transferências para famílias, como salários e aposentadorias, é obrigatória. Por fim, o consumo das famílias, que responde por aproximadamente dois terços da absorção, cresceu 0,3% no trimestre e 1,6% na comparação anual, mantendo um ritmo de crescimento que, apesar de modesto, tem sido constante. Isso se deve ao aumento do emprego, que tem garantido um incremento da massa salarial, apesar do crescimento modesto do salário médio em termos reais. Olhando para a frente, temos dois vetores opostos, que dificultam as previsões.

Por um lado, a resolução da reforma da Previdência promete reduzir a incerteza econômica, tornando sustentável a dinâmica das contas públicas. É verdade que outros ajustes precisam ser feitos para voltarmos a gerar um superávit primário capaz de estabilizar a relação dívida/PIB. No entanto, o progresso com a reforma da Previdência (ainda pendente) tende a retirar graus de incerteza, que prejudicam o crescimento, à medida que dificultam o planejamento dos agentes. Aliado a isso, a queda das taxas de juros tende a produzir um ambiente mais propício para o consumo e o investimento. Por outro lado, temos o acirramento do conflito entre China e EUA, com a imposição de tarifas sobre o comércio e um consequente esfriamento da economia global. Mais recentemente, o recrudescimento de uma forte crise na Argentina, com problemas de desvalorização cambial e dúvidas sobre o pagamento de sua dívida, vem se somar aos ventos contrários da economia global, que tendem a prejudicar a nossa recuperação.

Apesar de tudo, temos mantido uma postura relativamente otimista quanto ao futuro da economia brasileira. Projetamos 0,9% de crescimento em 2019, com algum estímulo do FGTS no quarto trimestre, e de 2% em 2020, com indústria e serviços crescendo em torno desse número. Do ponto de vista da absorção, trabalhamos com um crescimento de 2,5% para o consumo das famílias e de 4% para o investimento em 2020 ao passo que o consumo do governo e as exportações líquidas devem contribuir negativamente. Em nossas projeções, o ambiente doméstico entra como vetor positivo, e o cenário externo, como vetor negativo. Dessa forma, qualquer alteração para melhor no quadro global pode nos levar a um crescimento mais expressivo, bem como uma mudança negativa no cenário doméstico pode nos tirar alguns pontos de crescimento.

 

Fernando Rocha é sócio e economista-chefe da JGP Gestão de Recursos

Fatos e Notícias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02