• LANÇAMENTO DO LIVRO “TERCEIRIZAÇÃO, UMA ABORDAGEM ESTRATÉGICA” REÚNE CONVIDADOS EM NOITE DE AUTÓGRAFOS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • HIGIEXPO 2017
  • Download Cartilha sobre Lei 13.429/2017
  • Banner Homenagem Relator
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • Site Fenaserhtt de cara nova
  • LEI13467
  • comunicado_vander
  • Palestra Explicativa sobre a Medida Provisória nº 783/2017
  • fórum cebrasse
  • Vander Morales representa Brasil em palestra no Uruguai
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Pl 4302 1998 Agora E Lei 13429 2017
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • Conferência Internacional do Setor de Serviços Brasil-Portugal
  • 26anos Novo

05/07/2017 | Governo tenta reverter adiamento de reoneração da folha de pagamentos - Folha de S. Paulo

MARIANA CARNEIRO

O governo tenta reverter o adiamento da reoneração da folha de pagamentos para janeiro de 2018, conforme aprovado em relatório da comissão mista que analisa o assunto no Congresso.

Em votação da comissão nesta terça (4), o líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), indicou que o governo aceitou negociar a inclusão de mais setores entre os preservados da reoneração em troca do prazo.

Emenda ao texto que, segundo Moura, tem o apoio do governo restabelece o prazo original de vigência –a partir deste mês. Em troca, a emenda prevê a exclusão da reoneração para os setores ótico, médico e odontológico.

Moura indicou que há concordância do governo em aprovar outras emendas que aumentam a lista dos preservados, como o de máquinas e equipamentos, transporte de cargas e fabricantes de ônibus e carrocerias.

Se a negociação prosperar, a proposta de reoneração da folha de pagamentos chegará à votação em plenário na Câmara dos Deputados bastante diferente do inicialmente apresentado pelo Ministério da Fazenda.

A lista inicial do ministério preservava o setores de construção civil, comunicação e transporte público. O texto base do relatório já aprovado na comissão prevê a extensão do benefício a têxtil e confecção, calçados e couro, call center e tecnologia da informação.

Para evitar a desconfiguração completa, o governo conseguiu emplacar uma mudança importante no texto do relatório nesta quarta (4).

A comissão aprovou que os setores beneficiados sejam listados, item a item, evitando a formação de um bloco único e abrindo a possibilidade de veto seletivo do presidente Michel Temer. Assim, o governo poderá vetar um ou outro setor da desoneração da folha de pagamentos.

Outra alteração aprovada foi a inclusão das empresas de estratégia de defesa, como as fabricantes de aviões, embarcações e armamentos para as Forças Armadas nos setores beneficiados pela desoneração da folha. A mudança permite que mesmo a linha de produção dessas empresas voltada ao mercado civil seja contemplado pelo benefício tributário.

Essa iniciativa, patrocinada pelo Ministério da Defesa, recebeu o apoio do relator da medida provisória 774, que estabeleceu a reoneração, Airton Sandoval (PSDB-SP).

Moura tentou que a comissão votasse também as outras emendas já sob acordo nesta quarta (4), a fim de acelerar a tramitação e evitar que a MP perca a validade. Mas não teve êxito e a discussão na comissão segue nesta quarta (5).

Com a aproximação do recesso parlamentar, Moura disse que o Congresso tem até a próxima semana para levar o assunto a plenário. Se a votação da MP não avançar, ela tranca a pauta e impede a votação de outros assuntos de interesse do governo, como medidas para aumentar receitas extraordinárias.

A negociação, entretanto, está dificultada, com resistência de parlamentares em votar a favor de uma medida que aumenta os impostos de indústrias instaladas em seus Estados. Os setores atingidos pela reoneração ameaçam demitir em massa. 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02