• FENASERHTT E SINDEPRESTEM comemoram mudança na cobrança de PIS e COFINS no Trabalho Temporário
  • Contratação de empresa de Trabalho Temporário gera crédito de PIS E COFINS - Posicionamento Receita Federal
  • REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • Jornal Fenaserhtt
  • Sindeprestem patrocina 37º FÓRUM GERH
  • BRASIL RETOMA POTENCIAL DE INVESTIMENTO COM NOVAS LEIS TRABALHISTAS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • comunicado_vander
  • fórum cebrasse
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • 26anos Novo

26/06/2017 | Incerteza política derruba confiança do consumidor brasileiro em junho, diz FGV - O Globo

A confiança do consumidor no Brasil voltou a piorar em junho diante do aumento das incertezas devido à crise política, mostrou a Fundação Getulio Vargas nesta segunda-feira. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da FGV registrou queda de 1,9 ponto neste mês e foi a 82,3 pontos, devolvendo a alta vista em maio.

 

“A piora das expectativas em junho foi fortemente influenciada pelo aumento da incerteza após os eventos de maio e dos riscos de que estes possam impactar negativamente a economia”, explicou em nota a coordenadora da pesquisa, Viviane Seda Bittencourt.

 

A crise política em curso no Brasil estourou em maio e vem alimentando a cautela entre os consumidores, ainda que a inflação esteja em trajetória de queda.

 

A turbulência acontece após delações que levaram a inquérito para apurar se o presidente Michel Temer cometeu os crimes de obstrução da Justiça, organização criminosa e corrupção passiva.

 

No ICC, o Índice de Expectativas (IE) caiu 2,9 pontos e foi a 91,7 pontos. O Índice da Situação Atual (ISA) registrou sua terceira queda consecutiva ao recuar 0,4 ponto, a 70,1 pontos.

 

Publicidade

 

“A sondagem apurou piora das expectativas para o emprego e para as finanças familiares, o que, como em um efeito cascata, também reduzem o ímpeto para compras de bens duráveis nos próximos meses”, completou Viviane.

 

O indicador que mede as perspectivas da situação financeira das famílias foi o que mais influenciou a queda da confiança do consumidor em junho, caindo 5,6 pontos ante o mês anterior, para 89,9 pontos.

 

Segundo a FGV, a piora das expectativas sobre a economia devido à instabilidade política e à dificuldade de recuperação no mercado de trabalho contribuem negativamente quando os consumidores avaliam suas finanças familiares.

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02