• Vander Morales representa Brasil em palestra no Uruguai
  • Wec50anos
  • 26 anos Novo
  • Palestra Explicativa sobre a Medida Provisória nº 783/2017
  • Câmara setorial
  • DOWNLOAD CARTILHA
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Pl 4302 1998 Agora E Lei 13429 2017
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • Conferência Internacional do Setor de Serviços Brasil-Portugal

30/05/2017 | Presidentes da Câmara e do Senado prometem apoio a Temer sobre reformas - O Globo

POR MARIANA SANCHES

SÃO PAULO - Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), prometeram nesta terça-feira, durante um evento do governo Michel Temer para investidores em São Paulo, apoio para aprovar no Congresso Nacional as reformas previdenciária e trabalhista propostas pela gestão do peemedebista. Em seu discurso durante o evento desta terça-feira, no Fórum de Investimentos Brasil 2017 realizado em um hotel na Zona Sul de São Paulo, Maia disse que, mesmo diante da crise política que atingiu o Palácio do Planalto com as delações de executivos do grupo J&F – controlador do frigorífico JBS –, a Câmara vai colocar em votação, nas próximas semanas, a discussão da reforma da Previdência Social.

Cercado por ministros, por Maia e Eunício, Temer ainda ouviu do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que a reforma trabalhista que tramita no Senado é “histórica”.

— O Brasil não quer populismo, quer reforma — disse Alckmin.

Em linha com os tucanos, em seu discurso, Maia afirmou que Temer é um “presidente corajoso”. O deputado do DEM classificou o conjunto de propostas apresentadas pelo governo Temer para modificar as regras previdenciárias como “coração das nossas reformas”.

— O senhor (presidente) conte com a Câmara dos Deputados para que possamos acabar com o populismo e falar a verdade aos brasileiros, que sem a reforma da previdência não haverá um futuro correto e digno para os brasileiros, sem a reforma trabalhista não geraremos milhões de empregos — disse Maia, assegurando que a Câmara vai manter sua linha.

Ao final do discurso do presidente da Câmara, Eunício Oliveira subiu ao púlpito do fórum para tranquilizar os investidores nacionais e estrangeiros. O presidente do Senado afirmou que se empenhará para aprovar as reformas do governo Temer porque, segundo ele, essa é "a vontade dos representantes do povo no Congresso Nacional".

— Defendo que o Congresso faça a agenda da nação brasileira, a agenda para as futuras gerações. Essa agenda passa pelas reformas — declarou Eunício.

Nesta segunda-feira, Eunício Oliveira (PMDB-CE) já tinha afirmado que o Parlamento continuaria votando e aprovando medidas importantes, mesmo com toda a crise política envolvendo o presidente Michel Temer. Eunício afirmou ao GLOBO que as reformas “não pertencem mais ao governo” e sim são uma decisão a ser tomada pelo Congresso.

 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02