• Sindeprestem patrocina 37º FÓRUM GERH
  • BRASIL RETOMA POTENCIAL DE INVESTIMENTO COM NOVAS LEIS TRABALHISTAS
  • LANÇAMENTO DO LIVRO “TERCEIRIZAÇÃO, UMA ABORDAGEM ESTRATÉGICA” REÚNE CONVIDADOS EM NOITE DE AUTÓGRAFOS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • HIGIEXPO 2017
  • Download Cartilha sobre Lei 13.429/2017
  • Banner Homenagem Relator
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • LEI13467
  • comunicado_vander
  • Palestra Explicativa sobre a Medida Provisória nº 783/2017
  • fórum cebrasse
  • Vander Morales representa Brasil em palestra no Uruguai
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Pl 4302 1998 Agora E Lei 13429 2017
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • 26anos Novo

20/05/2017 | Ministro diz que cronograma da reforma trabalhista está mantido - O Globo

BRASÍLIA - O ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, disse que o governo já conseguiu reverter o cronograma da reforma trabalhista no Senado. Ele contou que ontem à noite, após a divulgação das gravações (das conversas entre o presidente Michel Temer e o dono do frigorífico JBS), o relator da proposta, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), voltou atrás e manteve a tramitação prevista da proposta, na Casa. Concluir a votação desse projeto, que já passou pela Câmara dos Deputados, é condição para avançar na reforma da Previdência no plenário da Câmara dos Deputados.

— Ferraço se reposicionou ontem à noite e decidir manter o cronograma da reforma trabalhista — disse Imbassahy ao GLOBO.

Ele admitiu que o governo terá que fazer um retrabalho na articulação política para aprovar a reforma da Previdência. Além de reforçar as negociações com os maiores partidos da base, será preciso uma atenção especial junto às menores siglas. Entre elas, PTN e PHS. Outras legendas, como PPS e PSB já estavam rachadas e portanto, nada mudou em relação ao apoio às propostas.

Segundo o ministro, há compromisso dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Eunício Oliveira, em voltar a defender as propostas. O governo também mantem a intenção de trabalhar pelo fechamento de questão em torno da reforma da Previdência.

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02