• Banner eSocial - Fatos e Notícias
  • Evento Manaus
  • Banner Propostas
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

30/08/2018 | Em um ano, desalento entre trabalhadores cresce 17% no país - O Globo

Apesar da queda da taxa de desemprego em julho, o número de trabalhadores desalentados — que não estão trabalhando mas não procuram emprego porque acreditam que não conseguirão uma vaga — cresceu 17,8% em um ano. O IBGE informou nesta quinta-feira que 4,8 milhões de trabalhadores estavam no desalento entre maio e julho deste ano. Em igual período do ano passado, este número era de 4,1 milhões.

Com isso, o percentual de brasileiros desalentados na força de trabalho ficou em 4,4%. Um ano atrás, esse percentual era de 3,8%.

Também aumentou o número de brasileiros que trabalhavam menos horas do que gostariam. Ao todo, 6,6 milhões estavam nessa situação em julho. É um número 9,3% maior do que no mesmo período de 2017.

A partir da divulgação de hoje, o IBGE passou a publicar informações sobre desalento e subocupação por insuficiência de horas trabalhadas junto com a taxa mensal de desemprego. Até então, os dados sobre desalento e subocupação eram divulgados um mês depois, em pesquisa mais completa, junto com informações sobre o desemprego nos diferentes estados do país.

Entenda os conceitos:

Desalento:

São os trabalhadores que estão desempregados mas nem procuraram vaga na semana. Inclui quem se acha muito jovem, muito idoso, pouco experiente, sem qualificação ou acredita que não encontrará oportunidade no local onde reside. O número de desalentados é influenciado por vários fatores, até por notícias relacionadas à crise. Parte das pessoas que tem contato com informações sobre aumento de número de desempregados simplesmente desiste de procurar.

Desempregados:

São os brasileiros que procuraram uma vaga na semana da pesquisa do IBGE, mas não encontraram

Subocupados

São brasileiros que fizeram algum tipo de trabalho, mas que dedicaram menos de 40 horas semanais a isso e gostariam de trabalhar por um período maior. Um profissional freelancer ou alguém que faça bicos e não está conseguindo muitos trabalhos se encaixa nessa situação.

 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02