• Banner eSocial - Fatos e Notícias
  • Evento Manaus
  • Banner Propostas
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

27/08/2018 | Anglo quer jornada maior  em minas - Valor Econômico

Dia e noite, em turnos, 7 mil funcionários da Anglo Gold Ashanti entram em túneis escavados na rocha em busca de ouro. A empresa, terceira maior produtora de ouro do mundo e primeira no Brasil, é especialista em mineração de subsolo e tem em vista chegar a depósitos que estão a dois mil metros de profundidade em Sabará, Minas Gerais.

A mineradora quer mudanças na lei para reduzir custos. Sustenta que o país precisa atualizar as regras trabalhistas para esse tipo de negócio e ampliar o tempo máximo que o mineiro pode ficar debaixo de terra. Hoje, são seis horas.

"No Canadá e na Austrália, a jornada subterrânea é de 12 horas", diz Camilo Farace, presidente no Brasil da Anglo Gold. A ampliação da jornada já foi objeto de projeto de lei que não prosperou. O novo marco regulatório da mineração não abordou as questões trabalhistas na atividade nem a reforma do governo Michel Temer.

Os trabalhadores rejeitam a ideia. "Isso é um absurdo", diz Delma Andrade, advogada e coordenadora do departamento jurídico do Sindicato dos Mineiros de Nova Lima e Região. "O trabalho nas minas é exaustivo".

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02