• Banner eSocial - Fatos e Notícias
  • Evento Manaus
  • Banner Propostas
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018
  • Palavra do presidente

28/06/2018 | Contratações temporárias têm aumento na região de Campinas - Valor Econômico

Foram tímidas as contratações temporárias nos shopping centers para o dia dos namorados, última data relevante do calendário varejista no primeiro semestre.

Uma das poucas pesquisas sobre esse tema vem da Região Metropolitana de Campinas. Líder no ranking de shoppings do interior paulista, os centros de compra abriram 1.787 vagas de trabalho para a temporada, acréscimo de 5,1% em relação ao mesmo período do ano passado. A pesquisa foi feita pela Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic).

A cidade conta com dez shoppings e oito malls e representa mais de 6% do movimento dos shoppings espalhados pelo país, de acordo com os dados da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Esse crescimento observado, no entanto, não pode ser reproduzido para os demais empreendimentos do país, que são ao todo 522.

Para Luís Augusto Ildefonso, diretor de relações institucionais da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), a região de Campinas foi menos atingida pela crise econômica que outras. "Apesar de os números da Alshop não estarem fechados, é possível afirmar que houve acréscimo na oferta de vagas em todo país e as contratações foram superiores às de 2017, quando as taxas ficaram praticamente zeradas", garante. "Não há crescimento homogêneo. É possível que na região Nordeste, por exemplo, com maior concentração de shoppings, o número de seja superior", reforça.

Glauco Humai, presidente da Abrasce, chama a atenção para as peculiaridades de cada região. "É preciso olhar caso a caso sem generalizar porque as realidades e dinâmicas são diferentes em cada parte do país", acrescenta.

A falta de confiança nos rumos da economia, segundo Ildefonso, impede o setor de fazer previsões, mas ele arrisca dizer que as vagas temporárias só ganharão a mesma força de 2014 dentro de, no mínimo, quatro anos. Para se ter uma ideia, naquele ano, o setor contratou 138 mil colaboradores temporários e, em 2015, foram 30% menos, ou seja, 96 mil. "Nessa massa de contratações temporárias, o mercado varejista naquele ano, excepcionalmente, absorveu 15%, ou 14 mil desses temporários, em contratações definitivas para suprir futuras expansões e substituição de funcionários que tenham apresentado desenvolvimento insatisfatório", explica.

O dia dos pais, comemorado em agosto, deverá estimular a abertura de vagas de trabalho nos shoppings. Porém, não se pode perder de vista que a data poderá ser prejudicada por conta da Copa do Mundo e das eleições, segundo o diretor.

Com crescimento mais acanhado, as contratações para o dia das mães foram apenas 80 acima das do ano passado, segundo a Acic. Dos 6.156 empregos sazonais proporcionados pela data, mais da metade, ou seja, 3.080, foram absorvidos pelos shoppings.

 

 

 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02