• Banner eSocial - Fatos e Notícias
  • Evento Manaus
  • Banner Propostas
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018
  • Palavra do presidente

29/03/2018 | Taxa de desemprego sobe para 12,6% e Brasil tem 13,1 mi desocupados - Folha de S.Paulo

A taxa de desemprego no trimestre entre dezembro e fevereiro ficou em 12,6%, um aumento de 0,6 ponto percentual em relação ao trimestre de setembro a novembro de 2017, quando foi de 12,0%, de acordo com a PNAD Contínua, divulgada nesta quinta-feira (29) pelo IBGE. 

Na comparação com o mesmo período (dezembro de 2016 e fevereiro de 2017) o desemprego recuou 0,6 ponto percentual.

Foi a segunda alta seguida após a taxa ter ficado em 12,2% no trimestre até janeiro.

Com a redução, o número de trabalhadores com carteira assinada chegou a seu menor contingente desde 2012, ano de início da série histórica.

A população desocupada entre dezembro e fevereiro foi de 13,1 milhões, 4,4% a mais do que no trimestre anterior. O acréscimo de pessoas ao grupo foi de 550 mil pessoas.

A população ocupada (91,1 milhões) recuou 0,9% ou menos 858 mil pessoas em relação ao trimestre anterior. Em relação ao mesmo trimestre de 2017, também houve redução de 2,0% no número de pessoas ocupadas —de 1,7 milhão de pessoas.

"Sempre no primeiro trimestre do ano a taxa tende a subir, pois existe a dispensa dos trabalhadores temporários contratados para as festas de final de ano", explicou em nota o coordenador da pesquisa, Cimar Azeredo.

SEM CARTEIRA

A queda na comparação com os meses de setembro a novembro se deu principalmente no contingente de trabalhadores sem carteira assinada no setor privado.

O grupo, formado por 10,8 milhões de pessoas) apresentou uma redução de 407 mil postos de trabalho, (queda de 3,6%) 

Já na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, houve elevação de 5,0%, um adicional de 511 mil pessoas.

O número de empregados com carteira de trabalho assinada (33,1 milhões) ficou estável frente ao trimestre anterior (setembro a novembro de 2017), apresentando queda de 0,3%. 

Por outro lado, na comparação com o trimestre de dezembro/2016 a fevereiro/2017, houve queda  de 1,8%.

A categoria dos trabalhadores por conta própria (23,1 milhões de pessoas) ficou estável em relação ao trimestre de setembro a novembro de 2017. 

Em relação ao mesmo período do ano anterior, houve alta de 4,4% (mais 977 mil pessoas).

O nível da ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar) foi estimado em 53,9% no trimestre de dezembro de 2017 a fevereiro de 2018, apresentando redução de 0,6 ponto percentual frente ao trimestre de setembro a novembro de 2017. 

Em relação a igual trimestre do ano anterior, quando o nível da ocupação no Brasil foi de 53,4%, ou seja, houve alta de 0,5 ponto percentual.

O rendimento médio do trabalhador, ainda segundo a Pnad Contínua, foi de 2.186 reais no trimestre até fevereiro, contra 2.176 reais nos três meses até janeiro e 1.248 no mesmo período do ano anterior.

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02