• WORKSHOP E-SOCIAL
  • Diretoria executiva propõe agenda de encontros presenciais com filiados e associados
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • 1º Fórum “O futuro do trabalho e o impacto das novas leis no Brasil”
  • Novidade na assessoria jurídica do Sindeprestem
  • CONCESSIONÁRIAS DE SERVIÇOS PÚBLICOS  PODEM TERCEIRIZAR MÃO DE OBRA
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018
  • FENASERHTT E SINDEPRESTEM comemoram mudança na cobrança de PIS e COFINS no Trabalho Temporário
  • Contratação de empresa de Trabalho Temporário gera crédito de PIS E COFINS - Posicionamento Receita Federal
  • REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional

16/03/2018 | Contribuição sindical se mantém com liminares - Valor Econômico

Pelos menos quatro sindicatos de trabalhadores já obtiveram liminares contra o fim da obrigatoriedade do pagamento da contribuição sindical - um dos pontos mais polêmicos da recente reforma trabalhista, equivalente a um dia de salário de todos os empregados, descontado pelas empresas e repassado às entidades. 

Outras liminares deverão ser concedidas em breve. Somente um escritório de advocacia de Campinas, no interior de São Paulo, ajuizou mais de 30 ações. "É essa renda que mantém os sindicatos abertos", afirma a advogada Pamela Vargas. De fato, os valores chamam a atenção. No ano passado, a arrecadação da contribuição sindical alcançou R$ 2,2 bilhões em todo o país, segundo dados do Ministério do Trabalho.

O argumento que embasa todas essas ações é um só: por ter caráter de tributo, a contribuição só poderia ser afastada por lei complementar, e a reforma trabalhista foi estabelecida por lei ordinária. 

 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02