• WORKSHOP E-SOCIAL
  • Sindeprestem participa de evento sobre Reforma Trabalhista no Uruguai
  • Diretoria executiva propõe agenda de encontros presenciais com filiados e associados
  • app do sindeprestem
  • BOLETOS ON-LINE
  • Trabalho Temporário é ferramenta importante contra o desemprego, afirma Vander Morales em fórum
  • 1º Fórum “O futuro do trabalho e o impacto das novas leis no Brasil”
  • No Sindeprestem, Lívio Giosa defendeu protagonismo empresarial e representatividade política do setor de Serviços
  • Novidade na assessoria jurídica do Sindeprestem
  • CONCESSIONÁRIAS DE SERVIÇOS PÚBLICOS  PODEM TERCEIRIZAR MÃO DE OBRA
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018
  • FENASERHTT E SINDEPRESTEM comemoram mudança na cobrança de PIS e COFINS no Trabalho Temporário
  • Contratação de empresa de Trabalho Temporário gera crédito de PIS E COFINS - Posicionamento Receita Federal
  • REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional

15/03/2018 | Maia sugere que 'tempo curto' pode enterrar MP que ajusta reforma trabalhista – O Estado de S.Paulo

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou nesta quarta-feira, 14, que a Medida Provisória 808 - que faz ajustes na reforma trabalhista - pode caducar em breve, se não houver um esforço do governo para que ela seja aprovada pelo Congresso. Maia disse que a tramitação da MP está "um pouco enrolada" e sugeriu que a proposta estaria tramitando com mais facilidade se o tema tivesse sido apresentado via projeto de lei.

"Está me parecendo um tempo muito curto para conseguir avançar na matéria por Medida Provisória", comentou.

Nesta quarta-feira, a sessão da comissão mista que analisa a MP foi cancelada. Não foi informado o motivo do cancelamento da sessão, tampouco agendada nova data para apreciação de requerimentos dos deputados e senadores.

Sobre as dificuldades do governo para instalar a comissão especial na Câmara que analisa o projeto de privatização da Eletrobrás, Maia admitiu que o processo de instalação do colegiado foi mais lento que o normal, mas atribuiu a responsabilidade de início dos trabalhos para a base aliada. A comissão foi instalada na terça-feira, 13, após uma tentativa fracassada na semana passada. "Tem de perguntar para o governo o que está acontecendo com a base do governo", disse.

 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02