• CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018
  • FENASERHTT E SINDEPRESTEM comemoram mudança na cobrança de PIS e COFINS no Trabalho Temporário
  • Contratação de empresa de Trabalho Temporário gera crédito de PIS E COFINS - Posicionamento Receita Federal
  • REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • Jornal Fenaserhtt
  • comunicado_vander
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional
  • 26anos Novo

18/12/2017 | Economia brasileira cresceu 0,29% em outubro, aponta Banco Central - O Globo

RIO - A economia brasileira avançou 0,29% em outubro, frente a setembro, de acordo com o Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br). O resultado reforça a ideia dos economistas de que o país segue em uma recuperação gradual, após a maior recessão da História. Frente a outubro de 2016, a alta foi de 2,33%.

De acordo com o Banco Central, a atividade cresceu 0,85% desde janeiro até outubro. Nos últimos 12 meses, a economia brasileira chegou ao campo positivo. Por isso, o IBC-Br acumula alta de 0,26%.

O resultado foi melhor do que a expectativa em pesquisa da Reuters, que apontava recuo de 0,15%, na mediana das projeções dos especialistas consultados.

DIFERENÇAS NA METODOLOGIA

Tanto o IBC-Br quanto o PIB são indicadores que medem a atividade econômica, mas têm diferenças na metodologia. O IBC-Br foi criado pelo Banco Central para ser uma referência do comportamento da atividade econômica que sirva para orientar a política de controle da inflação pelo Comitê de Política Monetária (Copom), uma vez que o dado oficial do PIB é divulgado pelo IBGE com defasagem em torno de três meses.

O indicador do BC leva em conta trajetória de variáveis consideradas como bons indicadores para o desempenho dos setores da economia (indústria, agropecuária e serviços).

Já o PIB é calculado pelo IBGE a partir da soma dos bens e serviços produzidos na economia. Pelo lado da produção, considera-se a agropecuária, a indústria, os serviços, além dos impostos. Já pelo lado da demanda, são computados dados do consumo das famílias, consumo do governo e investimentos, além de exportações e importações.

 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02