• Sindeprestem patrocina 37º FÓRUM GERH
  • BRASIL RETOMA POTENCIAL DE INVESTIMENTO COM NOVAS LEIS TRABALHISTAS
  • LANÇAMENTO DO LIVRO “TERCEIRIZAÇÃO, UMA ABORDAGEM ESTRATÉGICA” REÚNE CONVIDADOS EM NOITE DE AUTÓGRAFOS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • HIGIEXPO 2017
  • Download Cartilha sobre Lei 13.429/2017
  • Banner Homenagem Relator
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • LEI13467
  • comunicado_vander
  • Palestra Explicativa sobre a Medida Provisória nº 783/2017
  • fórum cebrasse
  • Vander Morales representa Brasil em palestra no Uruguai
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Pl 4302 1998 Agora E Lei 13429 2017
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • 26anos Novo

22/09/2017 | Governo é pressionado a descumprir acordo de modificar reforma trabalhista – Poder360

O governo já sofre pressão para que não edite a medida provisória que alteraria a reforma trabalhista. “Se é para afrouxar, não tem que ter nenhuma MP”, disse na 3ª (19.set.2017) Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente do Senado, em jantar com empresários e jornalistas promovido pelo Poder360-ideias.

A MP precisará ser pautada e aprovada no Senado para ir à sanção. Isso dá à Eunício o poder de influir na tramitação. A oposição acusa Michel Temer de descumprir o acordo por ainda não ter editado o texto.

 

Segundo o líder do governo no Senado, Romero Jucá, a nova medida provisória será editada até novembro. É quando passam a valer as alterações na legislação trabalhista.

A MP faz parte de acordo costurado pelo governo durante a discussão da reforma, para acelerar sua tramitação. Em abril, ela foi aprovada pela Câmara dos Deputados e, em seguida foi para o Senado.

 

Alguns dos senadores não eram inteiramente favoráveis à proposta e queriam modificá-la. Isso obrigaria a matéria a voltar para a Câmara. Para evitar esse movimento, o Planalto se comprometeu com os senadores a editar uma medida provisória para modificar o texto aprovado.

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02