• REFORMA TRABALHISTA – LEI N. 13.467/17 - Com a Reforma Trabalhista em vigor, atenção para estas orientações
  • Jornal Fenaserhtt
  • Sindeprestem patrocina 37º FÓRUM GERH
  • BRASIL RETOMA POTENCIAL DE INVESTIMENTO COM NOVAS LEIS TRABALHISTAS
  • SETOR DE SERVIÇOS ALERTA CASA CIVIL E MINISTÉRIO DO TRABALHO  PARA INTERFERÊNCIAS NA REFORMA TRABALHISTA
  • FENASERHTT diz ser contra MP da Reforma Trabalhista em Audiência com Ministro Ronaldo Nogueira
  • comunicado_vander
  • fórum cebrasse
  • Wec50anos
  • DECISÃO FAVORÁVEL : FENASERHTT CONSEGUE EXCLUSÃO DO ISS DA BASE DE CÁLCULO DE PIS/COFINS
  • 2910x450 Banner Bombeiro Civil Cartilha Sindeprestem
  • Sindeprestem Institucional
  • Benefício Social Familiar
  • 26anos Novo

27/07/2017 | Alshop espera que os indicadores melhores estanquem demissões - Valor Econômico

Com cerca de 14 milhões de desempregados e uma crise que se alastra desde 2015, os shoppings perderam, só no ano passado, 18,1 mil lojas e eliminaram 36,6 mil postos de trabalho, segundo dados da Associação de Lojistas de Shoppings (Alshop). A situação delicada da economia, inevitavelmente, elevou a vacância desses centros de compras. 

Em março de 2016, a Alshop conduziu um estudo relacionado à vacância que apresentou dois parâmetros. Nos shoppings inaugurados até 2012, a vacância média em março de 2016 era de 9%. Estão incluídos aí os centros de compras tradicionais, bastante conhecidos das populações locais. Já nos inaugurados após 2012, a vacância média apresentada em março de 2016 foi de 42%.

"Apesar desse cenário, a indústria de shoppings ainda é forte no Brasil", afirma Luís Augusto Ildefonso, diretor de relações institucionais da Alshop. Ele acredita que, à medida que o cenário político melhorar, a economia voltará a acelerar. 

Com a queda da inflação e também dos, o cenário tende a se ajustar. Após um Natal bastante difícil em 2016, Ricardo Patah, presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, acredita que este segundo semestre tende a apresentar um processo de estancamento das demissões ocorridas entre 2015 e o primeiro semestre de 2017. "São 12 mil dispensas por mês no comércio, com grande parte delas vindas dos shoppings." Hoje, a cidade de São Paulo tem mais de 100 shoppings em operação. A partir de setembro, o processo de contratações temporárias terá início já de olho no Natal. O mês de dezembro, como já é de praxe do comércio, costuma vender o dobro dos meses de agosto e setembro.

Com a queda na inflação e também da taxa de juros, que deve chegar a 8,5%, o final de 2017 deve ser marcado pelo fim das dispensas de funcionários do varejo, a exemplo dos shoppings. "Basta andar pelas ruas para ver que a maior rede do Brasil chama-se vende-se ou aluga-se, algo que se vê nos shoppings, no Brás e no Bom Retiro." 

Coffee News

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02